domingo, 15 de maio de 2016

Traje Marie Antoinette (1780s)

Inspiração:



    Minha principal inspiração foi esse figurino do filme Maria Antonieta (2006). Eu tinha metros e metros de brim branco aqui em casa que não sabia como usar e esse traje pareceu ser uma boa saída. 


Underwear:


    Como rococó é uma época que eu ainda não tinha experimentado, tive que fazer todas as peças de baixo, para construir a base do traje. Nesse caso, utilizei stays, chemise, meias, jarreteiras, bolsos e bumpad. Escrevi um post detalhado sobre a pesquisa e construção dos stays, da chemise, das jarreteiras e do bumpad, clicando nos links você pode ver o post sobre cada um deles. As meias eram 5/8 e de fio 20, brancas. Os bolsos eu fiz a partir de um molde do V&A Museum, usando o mesmo tecido dos stays.



Jaqueta e saia:



    A saia é pregueada e construída como na época. São dois painéis e cada um deles é amarrado na cintura por fitas. Não fotografei o processo porque foi bem rápido de fazer, rs. O modelo dessa jaqueta se chama pierrot jacket, e eu fiz o molde a partir de um que tem no História do Vestuário, modificando algumas partes. Fiz primeiro um mock-up pra ver como a parte das pregas ficaria. A parte do corpo tem forro e barbatanas e na frente coloquei zíper. Não é historicamente correto, mas é prático, rs. 


Acessórios e cabelo:



    O chapéu eu fiz a partir de um chapéu desses de festa junina, que eu diminuí a copa e acrescentei um acabamento em viés e os detalhes de chiffon e flores falsas. Os babados da manga também foram feitos em chiffon e colocados à parte. No pescoço resolvi usar uma fita com pingente  e também acrescentei brincos porque senti falta de algo do tipo. Como meu cabelo estava comprido, seria impossível reproduzir o penteado do filme, então optei por coque + cacho, que também era usado na época. 


Resultado final:



    Eu particularmente não gosto de como esse traje ficou em mim. E não sei se gosto do resultado final como um todo. Como terminei ele apenas um dia antes da data que eu teria que usá-lo, acabei não fazendo muitas provas ou tendo tempo de ajustar bem ao corpo. A jaqueta está um pouco curta (uns 2 dedos acima da linha da cintura) e a saia ficou comprida demais, rs. Também não sei se brim foi a melhor escolha, porque acabou tirando um pouco da delicadeza que o traje deveria ter. Enfim, fiquei satisfeita com a construção e numa próxima pretendo melhorar esses aspectos que me desagradaram. 


Principais referências:

Saia:

http://koshka-the-cat.com/18c_petticoat.html
http://fashionablefrolick.blogspot.com.br/2011/04/threaded-bliss-tutorial.html

Jaqueta:

http://mantuadiary.blogspot.com.br/2011/06/striped-caraco-jacket.html
http://americanduchess.blogspot.com.br/2012/06/v178-1770s-polonaise-jacket-progress.html
http://americanduchess.blogspot.com.br/2012/05/v122-beginnings-of-polonaise-jacket.html
História do Vestuário, Carl Köhler (livro)

Outros:

http://thedreamstress.com/2013/03/tutorial-how-to-turn-a-straw-sunhat-into-an-18th-century-bergere/
http://costumersguide.com/ma28.shtml
The cut of women's clothes, Norah Waugh (livro)
https://br.pinterest.com/pin/523684262897085352/
http://www.vam.ac.uk/content/articles/m/make-your-own-pocket/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião! Não se esqueça de marcar a caixinha do 'notifique-me' ou deixar um email de contato para que eu possa te responder.