sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Recriação histórica: Receitas brasileiras do século XIX em Cozinheiro Nacional

 


Continuando meus estudos sobre Recriação Histórica, resolvi testar receitas que a minha persona faria, e  não foi muito difícil encontrar um livro que servisse a esse propósito, em menos de 5 min no google encontrei um livro de receitas digitalizado pela USP. A internet é uma coisa maravilhosa não?

O livro é o Cozinheiro Nacional, publicado no Rio de Janeiro em 1874-78 pela editora Garnier. A itenção dele é apresentar receitas com ingredientes nacionais, numa linguagem simples e de forma acessível a várias classes sociais.

Ele é bem extenso, e em cerca de 500 páginas tem receita de sopas , carnes, legumes, saladas e compotas, massas e sobremesas, métodos de conservação, frutas, pastéis, legumes, molhos e conservas. Ele também fala sobre instrumentos de cozinha, etiqueta à mesa, e apresenta cardápios para algumas refeições como ceias, jantares,banquetes etc.




Esse livro é um prato cheio não só pra quem se interessa pelo Brasil do século XIX, mas pra qualquer um que se interesse por culinária em geral. Ele pode ser lido na íntegra aqui e a página para baixar é essa.

Eu selecionei algumas receitas que pretendo testar, e pra postar aqui no blog eu atualizei a linguagem, sem mudar as quantidades, ingredientes e o nome das receitas. Quem quiser conferir a receita original pode encontrá-las no índice no final do livro.

Arroz cozido com leite — Cozinhe meio prato de arroz escolhido e lavado em uma garrafa de leite, com pouco sal e salsa. Depois de cozido e seco, coloque no prato e sirva, colocando um pouco de manteiga por cima.

Sopa de bolos de batatas —Depois de cozinhar, descascar e ralar algumas batatas, junte à sua massa três ou quatro gemas de ovos, um pouco de manteiga, e faça bolinhos para deixar ferver em um caldo de carne, pouco antes de ir à mesa.

Mingau de Paulista — Coloque em uma panela água, sal e uma colher de gordura e coloque sobre o fogo. Depois de ferver, coloque aos poucos quatro colheres de fubá fino já diluído em um pouco de água fria e uma folha de salsa. Depois de deixar cozinhar durante mais um pouco de tempo, retire a panela do fogo.

Sopa de cebola à mineira  — Corte uma ou duas cebolas em partes bem miúdas, para fritar em uma colher de manteiga até começarem a ficar coradas. Acrescente uma colher de farinha de trigo ou de fubá, e continue a fritá-las até ficarem cor de canela. Coloque água quente até que seja suficiente, ferva um pouco e sirva este caldo sobre farinha de mandioca ou fatias de pão.



Essa eu testei e achei uma delícia! Só acrescentei sal e aí tomei pura mesmo.

Batatinhas refogadas. — Pegue uma porção de batatinhas, descasque e corte em pedaços. Frite na gordura com uma cebola picada, um pouco de salsa, sal, pimenta e uma colher de farinha de trigo. Fique mexendo e acrescente uma garrafa de água. Deixe ferver e reduzir e depois sirva.

Batatinhas fritas. — Descasque uma porção de batatinhas, corte em pequenos pedaços e frite na gordura. Depois que elas ficarem bem torradas sirva, pondo um pouco de sal.

Batatas fritas à moda. — Corte algumas batatinhas em rodelas bem finas, passe-as na farinhas de trigo e sal, e frite na gordura ou manteiga. Depois que estiverem bem tostadas, sirva.



Outra que eu já testei e bem...é batata frita né? Eu só troquei a gordura pelo óleo.Passar na farinha parece que deixa ela mais crocante. Outra receita aprovada, rs.

Bananas guisadas. — Abra uma porção de bananas pelo meio, frite em pouca gordura, acrescente fubá mimoso, uma gema de ovo batida e uma xícara de leite gordo ou nata. Deixe ferver um pouco e sirva.

Feijão preto à moda dos colonos. — Tendo cozido o feijão, escorra a água. Em outra panela, frite na manteiga uma cebola picada com salsa e sal, e acrescente o feijão, esmague-o bem e sirva.

Lentilhas ensopadas. — Ferva uma porção de lentilhas em água e sal. Estando cozidas, frite em duas colheres de manteiga um pouco de sal e uma cebola picada. Junte as lentilhas com o caldo, uma xícara de vinagre e deixe ferver mais um pouco. Sirva.

Compota de bananas — Descasque e frite na manteiga uma dúzia de bananas. Depois de fritas, coloque em um prato, polvilhe canela em cima e sirva.


Arroz doce. — Ferva um prato de arroz escolhido e lavado em quatro garrafas de leite, meia libra de açúcar, sal e casquinhas de limão. Depois que o arroz estiver cozido e quase seco acrescente um pouco de água de flor.Coloque  no prato e polvilhe um pouco de canela moída. Sirva como sobremesa.

Panquecas de batatas. — Ferva uma porção de batatinhas, descasque e amasse  bem. Misture com uma colher de fubá mimoso, uma de açúcar, dois ovos batidos, uma colher de manteiga, sal, e meia xícara de leite, e proceda como já dissemos.


Espero que mais gente tenha se interessado por esse livro, achei interessante como muitas receitas são consumidas até hoje (como a batata frita), mas também pude conhecer receitas bem diferentes mas com ingredientes comuns (como a batata refogada).

5 comentários:

  1. Na minha família o arroz cozido no leite é uma tradição. Nós chamamos de arroz de leite e fica uma delícia acompanhado de feijão verde (também conhecido como feijão de corda). O feijão nós fervemos (não precisa de panela de pressão porque ele é molinho) aí depois fritamos cebola na manteiga, colocamos o feijão cozido e adicionamos coentro, cebolinha e pimenta de cheiro. Fica uma delícia!

    Obrigada por passar o link, já fiz o download.

    :D

    Já fiz o download do livro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummm que legal!

      E bom saber que o feijão verde não precisa usar panela de pressão, eu não gosto de usar xD

      Excluir
  2. Confesso, só as receitas de batata, me motivaram. As outras, quem sabe experimentando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo batatas, por isso pelo meno metades dessas leva esse ingrediente, rs.

      Excluir
  3. não estou conseguindo baixar em pdf pelo link da brasiliana, poderia, por favor,encaminhar um arquivo dele para o meu email? mcerdan27@gmail.com
    obrigado

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião! Não se esqueça de marcar a caixinha do 'notifique-me' ou deixar um email de contato para que eu possa te responder.