sábado, 28 de dezembro de 2013

As Ligações Perigosas: Filme e livro

O título do post está como Ligações Perigosas, porém em algumas traduções do livro título ficou como As Relações Perigosas.

O livro é uma coletânea da correspondência entre alguns aristocratas franceses e se passa na década de 1780, onde o Visconde de Valmont e a Marquesa de Marteuil,  libertinos declarados e antigos amantes, ficam no centro da trama, já que ambos manipulam e  interferem na vida dos outros personagens a seu bel prazer. Valmont, com seu projeto de seduzir a Presidenta de Torvel, uma mulher casada e que está morando com sua tia no campo, e a Marquesa de Marteuil, que tem como objetivo "corromper", a Cecílie de Volanges para se vingar, usando para isso o Cavalheiro Danceny. Nas citações ao final do post dá pra ter uma ideia do caráter dos personagens.



Figurino



O figurino é impecável! Além de lindo achei que é bem pensado e historicamente  correto. Cada personagem usa roupas um tanto diferentes, pois a personalidade dos personagens é mostrada através de suas roupas. Em várias cenas vemos que a preocupação se estende pra roupa de baixo (o que pra mim é uma das coisas que indica um bom figurino). Aqui tem vários screencaps do filme, pra quem quiser conferir o figurino.

 A Marquesa de Marteuil usa até mesmo uma réplica de um quadro da Mme de Pompadour:


Já os figurinos da Presidenta de Torvel são mais sóbrios:



Eu geralmente não comento sobre ambientação por não entender muito do assunto, mas nesse caso a decoração foi algo que também me chamou a atenção por ser lindíssima, pois foi filmado em construções francesas históricas. A trilha é bem aquela típica de filmes de época, rs. Diria que é um tanto neutra...


Diferença livro x filme e sua adaptação

Como o livro é todo em cartas, logo de cara podemos perceber que a narração precisa ser toda modificada pra dar certo como filme. Também houveram cortes em relação às ações da Marquesa, porque o filme fica mais focado no Valmont. Mas de qualquer maneira é uma boa adaptação. A essência dos personagens e da história está toda lá.



Eu adorei a história desde que vi o filme e recomendo, e pretendo ver as outras adaptações que existem, vi que tem até mesmo uma coreana, hehe.

Citações do livro (sem spoilers):


Longe de mim a ideia de destruir os preconceitos que a obsedam: aumentarão minha felicidade e minha glória. Que acredite na virtude, mas que a sacrifique a mim. Que suas faltas a amedrontem sem a deter e que, tomada de mil terrores, só possa esquecê-los e dominá-los em meus braços - Viconde de Valmont

Ignorais o quanto  a solidão aumenta o ardor do desejo - Valmont

Tenho necessidade de possuir essa mulher  para redimir-me do ridículo de estar enamorado dela - Valmont

Poderá haver prazer com as pudicas? - Marquesa de Marteuil

Tenhamos boa fé; em nossas combinações tão frias quão fáceis, o que chamamos felicidade é apenas prazer - Marteuil

Só nos devemos permitir excessos com quem pensamos deixar muito breve - Marteuil

Deixar-me acreditar-vos perfeita: é o único prazer que me resta - Valmont

É preciso se acostumar às grandes emoções  quem se destina às grandes aventuras - Marteuil

Este amor, que antes fazia o encanto da minha vida, me é agora um tormento - Cavalheiro Danceny

6 comentários:

  1. Só a cena que mostra a toilette de Mme. Marteuil, com todos os detalhes da maquiagem, já dá o tom do filme. O filme é incrível e impecável em todos os aspectos - e não poderiam ter escolhido atores melhores para encarnar a dissimulação e a amoralidade da aristocracia francesa do século XVIII.

    Um ótima indicação de filme e livro, Ju!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa cena é maravilhosa! Eu adoro filmes com cenas semelhantes...

      Excluir
  2. Tenho muita vontade de ler esse livro... eu nunca vi o filme também. Você pretende se basear em alguns dos visuais para o futuro, Ju?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, nesse caso recomento ler o livro antes... E apesar de ter planos pra um traje rococó, não pretendo me basear em nenhum do filme não ^^

      Excluir
  3. Nunca assisti o filme, já tentei e não consegui hahaha! *vergonha master* =P
    Mas me diga uma coisa, se passado em 1780 os vestidos e os trajes masculinos estavam bem mais simplificados por causa da influência inglesa, há no filme trajes que demonstram essa "simplicidade"? Eu vejo 2 robe à l'anglaise ali nas imagens (adoro!), um vestido que parece ser robe à française, mas que tem a saia em tecido diferente (!!). Mas os trajes masculinos me parecem um pouco anacrônicos, olha o tamanho dos punhos! Em 1880 eles eram punhos pequenos e justinhos... E vejo (lindíssimos) vestidos à francesa que, nesta década eram reservados pra corte e pra situações formais. Parece que, se erraram ou anacronizaram, foi super pouco, o trabalho de figurino deles está realmente lindo!! Valeu pela resenha eu me sinto um pouco mais encorajada agora pra ver e talvez ler a obra! ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Não gostou mesmo ou foi outro motivo?

      Sobre os trajes masculinos, aí você me pega...não reparei tanto nos trajes dos outros personagens além do Valmont pra poder afirmar com certeza, mas os dele são mais simples, mas ainda dá pra ver que tem uma cara bem francesa.

      Mas na feminina realmente tem essa influência inglesa, principalmente nas cenas que se passam na casa de campo da tia de Valmont, mas a Marquesa de Marteuil só aparece com deslumbrantes robe a la française, e acho que acaba combinando com a personalidade dela, haha.

      Excluir

Sinta-se a vontade para expressar a sua opinião! Não se esqueça de marcar a caixinha do 'notifique-me' ou deixar um email de contato para que eu possa te responder.